Há uma canção que diz: “Há lugares que me lembram, minha vida, por onde andei, as histórias, os caminhos…”

Essa canção fala sobre lembranças, logo, é inevitável não associá-la com um tema que vira e mexe aparece na Vitascience, o Alzheimer. 

E o Alzheimer, assim como muitos outros problemas do sistema nervoso central, está relacionado ao cérebro, que é uma parte do sistema nervoso que nos permite perceber o mundo e a realidade, tanto fora, quanto dentro de nós. É por meio desse sistema que interagimos com o ambiente à nossa volta e também percebemos as sensações e necessidades do próprio corpo.

A saúde do cérebro pode ser afetada tanto por elementos físicos, como pela alimentação, toxinas, atividade física quanto por aspectos psicológicos.

Você é estressada ou estressado?

Parou para avaliar a quantas andam as suas emoções? Elas são um excelente termômetro para avaliar a saúde cerebral, uma vez que a ciência está cada vez mais voltando seus olhos para a saúde de uma forma global – física, mental e espiritual.

Mas, antes de falarmos sobre Alzheimer, vamos conhecer um pouco mais sobre o nosso cérebro, um dos órgão mais complexos e sofisticados do corpo humano!

Nosso cérebro é dividido em dois hemisférios: esquerdo e direito, que atuam de maneiras distintas. O hemisfério esquerdo, por exemplo, está ligado à linguagem, realização de cálculos, algumas memórias, resolução de problemas e fala. 

Já o hemisfério direito está mais relacionado com a interpretação de imagens, habilidades manuais não verbais, intuições, espaços em três dimensões e percepção de músicas.

E vejam só que curioso: os hemisférios comandam lados opostos do corpo. Isso quer dizer que o lado esquerdo do cérebro, por exemplo, controla movimentos e sentidos do lado direito do corpo.

3D medical background with male head with brain and DNA strands

Neurônios 

Esse é o nome das células do nosso sistema nervoso, que atuam na recepção e transmissão de impulsos. Não há um movimento do nosso corpo que não tenha a participação deles.

  • 86 bilhões

Essa é a quantidade de neurônios que o cérebro tem.

Para você ter uma ideia, toda a população do planeta está chegando a 8 bilhões de

pessoas.

  • 1 quilo e meio

Esse é o peso aproximado do cérebro, que corresponde de 2 a 3% da massa corporal.

  • 20%

Esse é o percentual que o cérebro consome do nosso oxigênio e da

energia produzida pelo corpo.

  • 70%

Esse é o percentual do cérebro que é composto por água, o restante é essencialmente gordura e proteínas.

O ALZHEIMER 

Estima-se que mais de 50 milhões de pessoas sofram com Alzheimer, que é o tipo mais comum de doença degenerativa do cérebro. Isso significa que as funções cerebrais vão sendo perdidas aos poucos.

Você não conhece alguém que com frequência perde as chaves? Ou esquece o que fez no dia anterior, e isso vai se agravando até a pessoa não lembrar mais do próprio nome? 

Preste atenção, a perda da memória envia ‘sinais’. 

Existem vários outros sintomas que indicam um desequilíbrio do sistema nervoso, como:

  • Dificuldade em resolver problemas
  • Dificuldades de aprendizagem
  • Mudanças bruscas de humor
  • Apatia e desânimo constantes
  • Problemas de comunicação e incoerência nas ideias
  • Sono constante ou a incapacidade de dormir profundamente.
  • Falar coisas repetidas com frequência

O fato é que existem vários fatores que contribuem para esse abalo do sistema cerebral. Desde fatores genéticos até má alimentação. Isso mesmo! Uma alimentação inadequada pode ser desastrosa para o cérebro, e você vai saber o por quê na próxima parte do nosso especial, que sai na quarta-feira, dia 22/12.

Aproveite e se inscreva na nossa MARATONA DO EMAGRECIMENTO, que vai ensinar sobre mente, corpo e saúde verdadeira de forma GRATUITA, a partir de 03/01, às 20h. Inscrições no link: https://lp.vita-science.com/4wmu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.