Óleo de eucalipto: o que é, 05 benefícios e como usar

O que é

O óleo de eucalipto tem um perfume muito característico e é amplamente utilizado na aromaterapia. Seus benefícios estão principalmente relacionados ao eucaliptol (ou cineol), mas eu vou falar disso um pouco mais para a frente. O destaque do óleo de eucalipto nesse primeiro momento é para a sua utilização, que pode ser para fins físicos, mentais ou, até mesmo, para melhorar o equilíbrio ambiental quando borrifado no ar.

 

 

05 Benefícios

ALIVIA OS SINTOMAS DO RESFRIADO

O eucaliptol pode ser usado como um descongestionante natural, ele ajuda o corpo a quebrar muco, abrindo as vias aéreas e aliviando a sensação de falta de ar. 

ANALGÉSICO

O óleo de eucalipto (assim como o de lavanda que já falamos aqui no blog) possui uma forte ação analgésica. Sendo uma excelente opção para  tratar dores musculares, contusões e dor nas costas. Fora isso, o óleo de eucalipto pode ser usado por pessoas que sofrem com dor e inflamação associadas à osteoartrite e artrite reumatoide.

 

REPELENTE NATURAL

Assim como a citronela, o eucalipto é muito utilizado para espantar insetos. Sua ação é tão forte que pesquisadores indianos descobriram que o eucalipto é eficaz até contra a famosa mosca caseira. A parte mais bacana é que o óleo pode ser diluído e aplicado como spray no corpo, podendo substituir os repelentes industrializados, quando aplicado da maneira correta (veja mais abaixo).

 

AÇÃO ANTIFÚNGICA

Sabemos bem que muitas vezes a receitinha de vó funciona, e funciona bem, esse não deixa de ser um desses casos. A diferença é que aqui eu trago apenas benefícios comprovados pela ciência. Um artigo da National Library od Medicine aponta que o óleo de eucalipto, quando diluído, é excelente contra micoses.

 

ANTIBACTERIANO

De acordo com um estudo publicano na Clinical Microbiology & Infection o óleo de eucalipto é capaz de combater principalmente bactérias que se alojam no trato respiratório superior. 

 
 

Como usar

 

O óleo de eucalipto pode ser usado de diversas formas. Para quem busca melhorar problemas respiratórios basta pingar algumas gotas em uma bacia com água quente e cobrir a cabeça com uma toalha inalando o vapor. Também pode ser utilizado em inaladores convencionais junto com soro fisiológico.

 

Quando o objetivo é obter o efeito de repelente existem duas opções muito eficientes. A primeira é usar um difusor de aromas, dessa forma todo o quarto, sala, ou qualquer que seja o ambiente ficará livre dos insetos. Ou, como disse acima, utilizar na forma de spray diretamente no corpo, ideal para quando for à praia ou realizar atividades como trilhas e visitas à cachoeiras.

 

Por último, mas não menos importante, o óleo de eucalipto quando usado para analgesia pode ser pingado em travesseiros ou qualquer superfície que a pessoa se deite e inale o aroma. 

 

Contraindicações

 

O óleo de eucalipto não deve ser passado diretamente na pele sem diluição, podendo acarretar irritação da pele. Para diluir basta diluir 1 gota de óleo essencial em 10ml de óleo carreador (um tipo de óleo vegetal próprio para diluição de óleos essenciais). Alérgicos não devem consumir óleo de eucalipto, mesmo que diluído, visando evitar complicações. Pessoas sensíveis a cheiros devem se atentar quanto ao uso, em excesso pode causar dores de cabeça. Toda e qualquer utilização de óleos essenciais deve ser acompanhada por um médico.

 

Perguntas frequentes

 

Pode usar óleo de eucalipto na gravidez?

Não existe contraindicação para o uso de óleo de eucalipto durante a gravidez, porém, é ideal que o consumo seja acompanhado de perto por um médico.

 

Óleo de eucalipto ajuda a dormir?

O óleo de eucalipto não possui ação calmante ou relacionada ao sono, mas se o problema para dormir for causado por um desconforto respiratório ele pode, e deve, ser utilizado.

 

Óleo de eucalipto da dor de cabeça?

O óleo de eucalipto pode sim gerar dor de cabeça em pessoas que fazem o uso de forma errada ou são mais sensíveis à perfumes e cheiros.

 

Pode ingerir óleo de eucalipto?

Não, o óleo de eucalipto não deve ser ingerido de forma alguma. Caso isso venha a ocorrer, procure um atendimento médico.

 

Referências

https://www.ipef.br/publicacoes/acervohistoricoexterno/DocumentosFlorestaisNumero17.pdf

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16441463/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2374764/

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0001706X12000162

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/1994967/

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0001706X12000162

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4595230/

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16441463/


Escrito por:

Dayan Siebra

Dayan Siebra