Erva-cavalinha: Benefícios e Riscos

O que é 

 

Erva-cavalinha, ou apenas cavalinha, é uma planta que há muitos anos vem sendo utilizada no combate à retenção de líquidos e como auxílio no emagrecimento. Contudo, por mais que carregue diversos benefícios consigo, já precisamos alertar que seu consumo (quando não realizado corretamente) pode vir acompanhado de alguns efeitos colaterais.

10 Benefícios da Erva-cavalinha

 

DIMINUI A RETENÇÃO DE LÍQUIDO

A erva-cavalinha “acorda” os rins, fazendo com que toda a água retida no corpo seja expelida.

 

LAXANTE NATURAL

Além da ação diurética, ela também possui efeito no intestino, ajudando a eliminar todo o material fecal que estava parado no famoso “intestino preguiçoso”.

 

AUXILIA NO EMAGRECIMENTO

Mesmo que não esteja ligada à queima de gordura, por ser uma erva que atua no intestino ela pode (e deve) ser ligada ao emagrecimento. Uma vez que evita constipação e auxilia quem sofre com retenção de líquido também.

 

REDUZ A PRESSÃO ARTERIAL

Justamente pela tão falada ação diurética, a erva-cavalinha auxilia na redução da pressão arterial. Isso se dá devido à redução de água nos vasos sanguíneos, afinal toda água em excesso foi eliminada do corpo.

 

MELHORA AS UNHAS E PELE

A erva-cavalinha é rica em silício, um componente que estimula a síntese natural de colágeno. O resultado é uma melhora no aspecto e elasticidade da pele, além de unhas mais fortes.

 

ANALGÉSICO

Acredite, essa ação tem relação também com a ação diurética. Altos níveis de água no corpo levam principalmente a dor de cabeça, com essa finalidade a cavalinha é um excelente analgésico.

 

ALIVIA GRIPES E RESFRIADOS

O vapor do chá de cavalinha é um excelente expectorante, aliviando na obstrução nasal causada por gripes e resfriados.

 

AÇÃO ANTIOXIDANTE

O chá de cavalinha é capaz de combater a ação dos radicais livres que causam estresse oxidativo no organismo, gerando uma potente ação antioxidante.

 

COMBATE PROBLEMAS RENAIS

Como citado anteriormente, a erva-cavalinha possui uma potente ação diurética, isso significa que ela ativa mais os rins, evitando problemas renais.

 

 FORTALECE OS OSSOS

A cavalinha é rica em cálcio, fósforo e magnésio, minerais essenciais para a saúde e fortalecimento dos ossos.

Como usar

 

A cavalinha pode ser encontrada em pó, cápsulas ou em sua forma natural, para o chá é geralmente utilizado o talo seco. O consumo não deve exceder uma xícara de chá ao dia e nem se manter por mais de uma semana. Isso se dá devido ao efeito diurético e laxante, após longos períodos de consumo o corpo tende a eliminar minerais e nutrientes essenciais.

Contraindicações

 

O uso da cavalinha não é indicado para grávidas, lactantes, pessoas que apresentam insuficiência cardíaca, pressão baixa e doenças renais. Além disso, quem consome fármacos via oral constante deve se alertar, a cavalinha pode diminuir a ação deles. Procure sempre um médico antes de consumir o chá.

Perguntas Frequentes


Chá de cavalinha faz mal para o fígado?

De acordo com a SBH (Sociedade Brasileira de Hepatologia) se a cavalinha for consumida em doses diárias superiores a 600 mg por dia pode ocorrer alteração hepática.


Crianças podem tomar chá de cavalinha? 

Não é indicado o consumo para crianças, antes de qualquer ação busque sempre o acompanhamento de um médico.


Quem toma diurético pode tomar chá de cavalinha? 

Não é indicado, pelo chá ter efeito diurético pode sobrecarregar os rins.


Erva-cavalinha emagrece?

A erva-cavalinha tem um grande poder diurético, eliminando o excesso de líquido do corpo. A diferença na balança sentida de um dia para o outro é da água expelida do organismo.


Posso tomar chá de cavalinha antes de dormir?

O indicado é que o consumo ocorra pela manhã ou tarde, justamente pelo efeito diurético e laxante que ele tem.

Saiba mais sobre a Cavalinha

Aproveite e se inscreva na Maratona do Emagrecimento, que vai rolar de 03 a 06/01/22. É GRATUITA e você garante a sua participação aqui: https://lp.vita-science.com/4wmu

 

Referências

 

https://ubibliorum.ubi.pt/bitstream/10400.6/915/1/Os%20Fitoter%c3%a1picos%20e%20a%20Anestesia%20na%20Cirurgia

%20de%20Ambulat%c3%b3rio%2c%20Catarina%20Can%c3%a1rio%2c%202011.pdf

https://www.scielo.br/j/tce/a/RSYSYv9rM7rsDP7dzThJVsj/?lang=pt

https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/81167/2/106629.pdf

 

https://www.sbhepatologia.org.br/fasciculos/25.pdf

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on print

Escrito por:

Dayan Siebra

Dayan Siebra